Entre em contato

© 2017 - Feito com amor por Ana Claudia Mazzini e Drigo. 

Inscreva-se e receba textos fresquinhos direto na sua caixa de e-mail!

Design Thinking: Como usar a criatividade para desenhar a vida que você deseja?

 

 

Inovação, criatividade e experimentação são algumas das características envolvidas na abordagem que usa conceitos de design e engenharia para a criação de soluções inovadoras para problemas nas mais variadas áreas.

 

Design Thinking nada mais é do que um processo criativo e, portanto, torna-se um forte aliado não apenas na área de desenvolvimento de produtos e serviços, mas também na vida profissional e pessoal de todos nós. Quem nunca sentiu que precisava da ajuda de um gênio da lâmpada para resolver um impasse, ter uma ideia incrível ou achar uma saída inusitada para uma situação que parecia insolúvel? Como soluções mágicas não existem, a criatividade será sempre bem-vinda!

 

Tratar o problema ou a oportunidade pela perspectiva do usuário é uma das principais características do Design Thinking que se dá, basicamente, através de 4 etapas:

 

 

 

Um dos maiores valores que este conceito pode trazer para o processo de coaching é o estímulo  à mudança de perspectiva em um momento em que o cliente se vê “empacado” em determinada situação de sua vida.

 

Por trás de todo este processo, vive a ideia de que, com criatividade e inovação, você pode desenhar a vida que deseja, construindo a carreira, rotina e relações afetivas que farão de você uma pessoa (mais) feliz.

 

Para ajudar, proponho alguns exercícios para cada uma destas etapas. Assim, você poderá experimentar um pouco deste processo criativo e, quem sabe, encontrar alternativas viáveis para o que você deseja mudar. 

 

Design Thinking na prática:

 

Definição do Problema

 

O primeiro passo é conhecer o contexto. É importante pensar sobre os aspectos envolvidos na situação que você deseja mudar e o que exatamente você pretende alcançar. Definir o problema de forma assertiva é crucial, caso contrário, você permanecerá insatisfeito com o resultado. 

 

Ideação

 

Uma vez que você conseguiu definir a questão principal, é chegada a hora de explorar alternativas para solucioná-la. É muito importante que você não se apegue à viabilidade das suas ideias neste momento. Ao pensar livremente, você acabará entrando em outros espaços mentais, sobre os quais ainda não havia pensado.  É válido usar estratégias que ajudem a olhar por uma nova perspectiva que vá além do óbvio. 

 

Prototipagem

 

Este sim é o momento em que você deverá testar a viabilidade das suas ideias mais interessantes. A intenção é testar/experimentar de forma rápida e com baixo investimento ou compromisso. Você deverá pensar sobre cada uma das suas ideias como pequenos projetos, elaborando um plano de teste e análise das suas observações e aprendizados. 

 

Implementação

 

Após este processo de experimentação, ajuste e validação das alternativas que você gerou, é hora de implementar a solução escolhida. Planejar as transições é fundamental, estabeleça metas e prazos para concluí-las.

 

Se você se interessou e deseja saber mais sobre como implementar esses estapas, entre em contato comigo! 

No coaching todo este processo é realizado com muito mais profundidade. Usamos alguns exercícios como aquecimento para as sessões onde o cliente tem a oportunidade de ir mais a fundo na questão e sua solução.

 

Caso você queira aprender mais sobre este assunto, eu recomendo o livro "Designing Your Life" dos autores Bill Burnett e Dave Evans, professores da Stanford University.

 

Please reload

Please reload